Contabilidade

Saiba como interpretar o balanço anual da sua empresa

saiba-como-interpretar-o-balanco-anual-da-sua-empresa.jpeg

As atividades diárias de uma empresa dão origem a um grande volume de lançamentos contábeis. É tarefa do contador transformar esses inúmeros lançamentos em demonstrações contábeis que possam ser avaliadas de forma organizada pelos gestores da empresa.

Com este artigo, você aprenderá a interpretar o balanço patrimonial, um demonstrativo essencial quando o assunto é boa gestão financeira. Não deixe de colocar em prática as dicas abaixo e tire proveito de todas as vantagens trazidas pelo balanço anual.

O que é o balanço patrimonial?

O balanço patrimonial, corriqueiramente chamado apenas de “balanço”, é a demonstração contábil destinada a evidenciar qualitativa e quantitativamente, em uma data específica, a posição patrimonial, financeira e econômica da empresa.

O balanço é composto pelos ativos (bens e direitos), passivos (obrigações e dívidas) e pelo patrimônio líquido (diferença entre o ativo e o passivo, que resulta no valor contábil pertencente aos sócios e acionistas da empresa).

Existe uma equação contábil básica quando o assunto é o balanço patrimonial:

Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido

Ou seja, o valor total dos ativos sempre será igual à soma dos passivos e do patrimônio líquido.

Como interpretar o balanço anual com as análises vertical e horizontal?

Existem 2 tipos de análise que ajudam bastante na hora de interpretar o balanço patrimonial. A primeira é a análise vertical. Com ela, é possível comparar a participação de cada conta frente ao total dos ativos e passivos da empresa em um período específico.

A segunda é a análise horizontal. Para realizá-la, você precisará ter em mão 2 ou mais balanços de períodos diferentes, já que seu objetivo é comparar a evolução de uma mesma conta entre os períodos analisados.

Essas duas técnicas podem ser aplicadas em conjunto para ajudar o gestor a entender o comportamento das contas de ativo e passivo no balanço. Listamos abaixo algumas das contas que merecem atenção especial dos gestores.

Principais contas do ativo

  • Caixa, bancos e aplicações financeiras;

  • Clientes a receber;

  • Impostos a recuperar;

  • Estoques;

  • Ativo Imobilizado.

Principais contas do passivo

  • Empréstimos e financiamentos;

  • Folha de Pagamento;

  • Fornecedores a pagar;

  • Impostos a Recolher;

  • Provisões de despesas.

O que são provisões contábeis?

A realização de provisões no balanço anual é um assunto que passa despercebido por muitos gestores. Provisões são estimativas de despesas prováveis, mas cujo valor ainda pode ser incerto. Como se tratam de estimativas, a dica aqui é conversar com o seu contador para avaliar quais provisões devem ser feitas para uma melhor gestão financeira de sua empresa.

Como utilizar indicadores na avaliação patrimonial?

Os indicadores financeiros podem ser utilizados para acompanhar de forma ágil e resumida a evolução econômico-financeira da empresa ao longo de vários períodos. Com o balanço anual em mãos, é possível calcular indicadores como:

  • Liquidez Geral = Ativo Total / Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo

  • Liquidez Corrente = Ativo Circulante / Passivo Circulante

  • Liquidez Seca = [Ativo Circulante – Estoques] / Passivo Circulante

  • Endividamento Geral = Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo / Ativo Total

Quando são acompanhados periodicamente, esses índices podem ser de grande ajuda para que os gestores avaliem a saúde financeira da empresa.

É possível encurtar a periodicidade do balanço anual?

A realização do balanço patrimonial é obrigatória ao menos 1 vez por ano. Porém, como essa é uma demonstração muito útil para a saúde financeira da empresa, não é necessário esperar o fechamento do balanço anual.

Recomenda-se pedir ao contador os balancetes periódicos da sua empresa. O balancete é um demonstrativo simplificado que informa os ativos, passivos e resultado da empresa em determinado período. Recomendamos que eles sejam gerados e analisados mensalmente ou, no máximo, trimestralmente.

Se mesmo depois de todas estas dicas ainda restar alguma dúvida sobre o balanço anual, nos conte nos comentários. Ficaremos felizes em continuar a conversa!

Sobre o autor

Fortes Contabilidade

Deixar comentário.

Share This
Navegação