Gestão Empresarial

Gestão de negócios familiares: 4 dicas para uma boa administração

gestao-de-negocios-familiares-4-dicas-para-uma-boa-administracao.jpeg

Quem tem uma empresa familiar sempre passa por alguns dilemas. O que surge, em um primeiro momento, é a desorganização. Afinal, um negócio composto por vários elementos de uma mesma família tende a se transformar em um negócio “de casa”, ou um ambiente onde todos tem a mesma voz, como se fosse uma mesa de jantar.

A gestão de negócios familiares causa muita dor de cabeça. Outro desafio bem comum é na hora de passar o bastão da primeira geração para a seguinte. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cada 100 empresas que possuem uma direção familiar, somente 30 conseguem chegar à segunda geração. Dessas, apenas 5 vão para a terceira.

Nesses dois casos, a solução evidente é separar as relações familiares das profissionais. Sabe aquele ditado de que santo de casa não faz milagre? Pois é…

Neste post, vamos dar dicas de como fazer a gestão de negócios familiares. Confira!

Capacite os colaboradores

A primeira atitude a ser tomada é separar a imagem familiar do colaborador. Todos dentro da empresa precisa ser treinados — até porque o processo de profissionalização é um capital humano duradouro. Naturalmente, investindo no treinamento dos colaboradores, a gestão da empresa familiar torna-se mais fácil.

Quando falamos de profissionalização, queremos dizer que é importante investir em ferramentas de gestão, no aprimoramento e no controle dos processos e das políticas internas, e ainda, em apostar nos sistemas de controle internos.

Aposte na estrutura de suporte

Usualmente, investir no aprimoramento das estruturas administrativas de uma companhia é um ato contabilizado como um gasto. Mas, na verdade, uma empresa bem gerida, com processos documentados, organizados e com uma contabilidade realmente eficaz, resulta em uma real redução de custos, no corte de gastos desnecessários, evita a perda financeira e ainda permite o planejamento de forma eficaz o uso de recursos.

Contrate novos funcionários

Um modelo de gestão de recursos humanos, que provavelmente vai proporcionar vida longa ao empreendimento, é fundamentado em dois pilares: meritocracia (a pessoa ter capacidade de estar lá) e melhoria contínuas do processo.

Esses termos podem parecer um pouco estranhos quando falamos de uma empresa familiar. Mas às vezes, é necessário renovar a equipe e contratar colaboradores novos. É um ponto chave para um crescimento sustentável.

Aperfeiçoe suas técnicas

Os processos da empresa precisam ser aperfeiçoados de forma contínua e, de preferência, seguindo a ordem: planejar, executar, analisar os resultados e realizar as medidas corretivas para alcançar o plano inicial. Para um negócio crescer e sobreviver por muitas e muitas gerações, precisa-se apostar em novos modelos de gestão, com técnicas e princípios que possam ser adotados (e respeitados) por todos.

Esperamos que esses pontos tenham gerado insights e novas ideias de como melhorar a gestão de negócios familiares. Lembrando que, na realidade, o desafio de uma empresa é transpor as barreiras das influências familiares e fortalecer seus processos internos. Somente assim, ela caminhará com as suas próprias pernas.

Gostou deste post? Então compartilhe-o nas suas redes sociais e contribua para a discussão do assunto!

Sobre o autor

Fortes Contabilidade

Deixar comentário.

Share This
Navegação