Gestão Empresarial

6 dicas para controlar o fluxo de caixa da empresa

Depositphotos_109897064_m-2015.jpg.jpeg

Toda empresa bem sucedida possui um ótimo gerenciamento sobre o seu fluxo de caixa. Mas não é tão simples quanto parece, não é mesmo? Para controlar o fluxo de caixa de forma eficaz, é necessário tomar algumas decisões estratégicas sobre o seu negócio. Como, por exemplo, ter controle dos investimentos, dos seus retornos e ter uma previsibilidade assertiva sobre o seu negócio ou acompanhar bem de perto os processos internos da sua empresa.

Neste post, vamos mostrar 6 dicas que vão ajudar a iniciar um planejamento e a controlar o fluxo de caixa da sua empresa. Confira!

Selecione um período de análise

O primeiro passo no seu planejamento é definir um período no ano fiscal da empresa para analisar e realizar um controle mais próximo. Esse será o momento de acompanhar bem de perto todas as movimentações financeiras da empresa. Por exemplo, que tal selecionar os próximos seis meses?

Descubra o valor de todas as contas

Separe todas as contas da sua empresa. Isso inclui desde as mais brutas, como o aluguel, até as mais simples, como o café dos colaboradores. Anote todos esses valores!

Reúna todas fontes de renda

É essencial fazer um levantamento de todos os recursos disponíveis, como contas bancárias, investimentos, dinheiro guardado, caixa administrativo, e tudo que a empresa tem de valor. Também tenha registro de tudo isso!

Atualize o fluxo de caixa

A quantidade de dinheiro que sai deve ser menor do que a quantidade de dinheiro que entra. Por isso, durante esse período, você precisa anotar todas as saídas e entradas de capital da sua empresa.

Não anotar os gatos é uma das principais causas do descontrole financeiro. Com o tempo, essa atitude tende a virar um hábito. Sem contar que, assim, você pode consultar o seu fluxo de caixa a qualquer momento, sem correr o risco de errar.

Refaça o planejamento financeiro

Agora que você já tem os dados da sua empresa atualizados, você pode identificar com muita antecedência quais serão as movimentações realizadas no caixa do seu negócio. Por exemplo, se a sua empresa não cobrir os gastos nos meses de fevereiro, março ou abril, o saldo ficará naturalmente negativo. Ou seja, será necessário recorrer às economias. Esse tipo de balanço oferece um panorama amplo para as próximas tomadas de decisão.

Tome cuidado com o endividamento

Naturalmente, se o fluxo de caixa ficar negativo por muitos meses, existe uma possibilidade de endividamento da sua empresa. Uma das maiores causas de quebra das companhias é justamente não pagar seus credores em dia e, assim, acumular quantias expressivas de juros. Esse tipo de dívida deve ser controlado. Daí a importância de ter todas as suas informações organizadas e registradas, além de uma análise constante dos relatórios. Assim, você pode negociar a mudança nos prazos dos pagamentos, por exemplo.

Esperamos que essas dicas te ajudem a controlar o fluxo de caixa do seu empreendimento. Para finalizar, uma dica extra: uma empresa financeiramente saudável é resultado de que existe sobra de capital que seja investido na empresa, assegurando o crescimento do negócio.

Agora que você já sabe como controlar o fluxo de caixa da sua empresa, que tal compartilhar este artigo nas suas redes sociais?

Sobre o autor

Fortes Contabilidade

Deixar comentário.

Share This
Navegação