Gestão Empresarial

5 erros comuns que empresários cometem na retenção de clientes

5-erros-comuns-que-empresarios-cometem-na-retencao-de-clientes.jpeg

Muitas empresas costumam não dar o devido valor para a retenção de clientes. Por isso, empresários e colaboradores acabam cometendo erros que podem significar prejuízo e decrescimento do negócio.

Podemos garantir que um pequeno investimento de tempo e dinheiro no marketing de relacionamento pode gerar grandes retornos, fidelizar clientes e agilizar processos. Quer conhecer os 5 principais erros a serem evitados na retenção de clientes? Então continue a leitura deste post!

1. Não conhecer o perfil do cliente

Não adianta atirar no escuro e esperar acertar o alvo na mosca. Para reter clientes, o administrador deve conhecer o seu consumidor e oferecer vantagens que o estimule a comprar novamente no seu estabelecimento.

Promova engajamento! Lembre-se se traçar o perfil do cliente conhecendo nome, sexo, idade, endereço, e-mail e aniversário pelo menos. Lembre-se de enviar mensagens eletrônicas condizentes com as necessidades dele e busque oferecer condições especiais para datas comemorativas, como seu aniversário.

2. Não investir na qualificação do atendimento

Uma empresa que dificulta novas compras ou não possui um canal de diálogo aberto com os consumidores não é vista com bons olhos. É essencial, assim, que você ofereça uma boa experiência ao cliente, que deseja praticidade e rapidez.

Para tanto, vale a pena investir na qualificação do atendimento ao cliente do seu negócio: nada é pior que ter um time despreparado. Capacite sua equipe para que ela saiba lidar com as objeções dos consumidores, conheça os produtos oferecidos e tenha capacidade para lidar com a pressão do dia a dia.

3. Não oferecer o que o cliente deseja e precisa

Oferecer produtos aleatórios que não são necessários no cotidiano do cliente comum da empresa é outro erro crasso que deve ser evitado a todo custo pelo empreendedor. Por isso, uma vez traçado o perfil do cliente, é necessário oferecer conteúdos segmentados (por e-mails, sms etc.) e adequados.

Além disso, o envio de mensagens genéricas pode ocasionar até mesmo irritação no consumidor. Monitore históricos de navegação e compras no seu site para oferecer opções personalizadas e mais acertadas.

4. Não ter um pós-venda

A maioria das empresas dá pouca atenção a esse aspecto, mas ele é essencial: é preciso conhecer o nível de satisfação do cliente com sua compra, ainda que por simples pesquisa ou pergunta após o recebimento do produto.

É interessante não se ater, entretanto, apenas a questionários de pesquisa de contentamento. Vale realizar uma ligação, enviar um e-mail ou utilizar outras ferramentas on-line — o importante é entender se todo o fluxo envolvendo a compra foi considerado positivo ou negativo para o cliente.

5. Não manter a periodicidade no envio de mensagens

Você tem um aplicativo ou uma newsletter em que o consumidor se cadastrou e você enviou apenas uma mensagem dando as boas-vindas? Repense a atitude! A fim de melhorar a retenção do cliente você deve manter certa periodicidade no envio de e-mails.

Isso porque, se você não mantém contato com os clientes, eles certamente não se lembrarão da sua marca ao realizarem novas compras.

Agora que você já aprendeu como realizar a retenção de clientes de forma eficaz, que tal compartilhar este texto nas redes sociais e permitir que seus colegas também evitem os erros descritos? Até o próximo post!

Sobre o autor

Fortes Contabilidade

Deixar comentário.

Share This
Navegação